Revista Monet

Com a Monet você tem um superguia diário da programação, acessa conteúdos exclusivos e muito mais.

  • logan 

    NOW

    Logan, em junho no NOW

  • Alice Através do Espelho 

    Alice Através do Espelho, dia 3, 22h, Telecine Premium

    Alice Através do Espelho

  • Valentins 

    Valentins - Uma Família Muuuito Esperta, dia 12, 20h30, Gloob

    Valentins

  • Clássicomaníaco 

    Classicomaníaco, dia 13, 21h15, Discovery Turbo

    Classicomaníaco


O Que Vem Por Ai

The Beatles: Eight Days a Week - The Touring Days

The Beatles: Eight Days a Week - The Touring Days
Dia 20, 19h15, Telecine Cult


Documentário dirigido pelo premiado cineasta Ron Howard (Uma Mente Brilhante e Rush - No Limite da Emoção) se concentra no curto e intenso período em que os Fab Four faziam o maior espetáculo da Terra. Mesmo sem conseguir ouvir direito o que estavam tocando.

 

Tempero na Mochila

Tempero na Mochila
Dia 22, 20h30, Food Network


O chef carioca Pedro Benoliel deixa a cozinha de seu buffet no Rio de Janeiro para desvendar os sabores e a cultura da região Sul do país. Ele terá contato com as influências italianas e alemãs da culinária local e vai experimentar grandes porções de delícias preparadas por gente muito boa de garfo e de papo.

O Jardim de Bronze

O Jardim de Bronze
Dia 25, 21h, HBO


Nova produção argentina marca a boa fase das séries latinas na TV, confirmando que o entretenimento vai muito além de Hollywood. O Jardim de Bronze é a adaptação do livro homônimo de Gustavo Malajovich, que também assina o roteiro da série, que conta a história da incansável busca de um homem por sua filha, desaparecida em circunstâncias misteriosas.

24 Horas de Le Mans
Dia 17, 10, Canais FOX Sports

Disputada desde 1923, as 24 horas de Le Mans exigem carros e pilotos resistentes - sem nunca esquecer da velocidade. Oito pilotos brasileiros estão confirmados para a tradicional prova até o momento: Pipo Dirani, Nelson Piquet Jr, Bruno Senna, Rubens Barrichello, André Negrão, Lucas Di Grassi e Daniel Serra, todos eles tentando fazer um resultado melhor que o lendário José Carlos Pace, que conquistou um segundo lugar em 1973.

Mundo Do Cinema e TV

RELACIONAMENTOS FICCIONAIS DA TV

A REALIDADE DOS RELACIONAMENTOS FICCIONAIS DA TV


Em um único prédio de apartamentos, cinco casais enfrentam uma longa noite de brigas entre casais completamente diferentes, mas que mostram que a comédia da vida privada é comum a todos. Só muda de endereço. A série é criação do casal, veja só, Fernanda Young e Alexandre Machado, que sabem como ninguém fazer piada a partir do relacionamento humano. Confira abaixo algumas outras idéias da dupla que foram parar na TV:
Edifício Paraíso, dia 5, 23h, GNT

Como Aproveitar o Fim do Mundo > O apocalipse agendado para o dia 21/12/2012 – de acordo com o calendário maia – foi o fio condutor da história de amor entre Kátia (Alinne Morais) e Ernani (Danton Melo). Estamos em 2017, mas a boa ideia do programa inspirou a rede americana CW a fazer No Tomorrow, remake do semanal brasileiro.

Macho Man > Um cabeleireiro gay (Jorge Fernando) é transformado em hétero ao levar uma sapatada de uma drag queen. Uma ex-obesa (Marisa Orth) não sabe como agir com seu corpo 20 quilos mais magro.  A dupla dinâmica se ajuda a atrair novos parceiros que completem eles a partir dessa nova e nada ortodoxa realidade.

Os Normais > Rui e Vani são noivos e se conheceram no dia de seus respectivos casamentos – com outras pessoas, acredite. A série desbocada, nonsense e pra lá de realista fez tanto sucesso que os protagonistas Fernanda Torres e Luiz Fernando Guimarães reprisaram seus papéis em dois longa-metragens derivados da produção.

Separação?! > A rotina, os arranca-rabos e a mesmice fazem com que Kárin (Débora Bloch) e Agnaldo (Vladimir Brichta) não encontrem mais argumentos para permanecerem juntos. No entanto, há algo que eles desconhecem que os mantém juntos. E é tarefa deles descobrir o que é essa estranha força que não os abandona.

ASTROS E ESTRELAS MIRINS

ASTROS E ESTRELAS MIRINS QUE SE DERAM BEM EM HOLLYWOOD


Emma Watson cresceu em frente às câmeras desde seus primeiros passos em um set de cinema nos filmes da saga Harry Potter. Ela mostrou que é possível vencer a maldição dos fenômenos mirins, cujas carreiras padecem ao holofotes e à fama antes de virarem adultos. A versão live-action de A Bela e a Fera, estrelado por Wmma, é a prova de que um ator ou uma atriz podem aparecer e crescer em Hollywood, virar uma referência de comportamento e ainda mandar muito bem na atuação. Veja abaixo outros grandes nomes do cinema e da TV que souberam amadurecer em suas carreiras no cinema e na TV.
A Bela e a Fera, em junho no NOW

Leonardo DiCaprio > De coadjuvante da sitcom Tudo em Família (1985) a filmes de terror de baixo orçamento como Criaturas 3 (1991), ele poderia ter apenas dado continuidade à fama de galã adolescente da década de 1990 por filmes como Romeu + Julieta (1996) e Titanic (1997). Mas hoje se dedica a produções densas que lhe arranca elogios da crítica e, por que não, um Oscar – o que aconteceu em 2016 com O Regresso. Além da parceria com Martin Scorsese, DiCaprio é apaixonado por causas ambientais, e lançou recentemente o documentário sobre mudanças climáticas Before the Flood (2016).

Kristen Stewart > Muito antes de virar febre como Bella Swan em Crepúsculo (2008), a atriz já havia ganhado seu primeiro papel em Encontros do Destino (2001). Depois, estrelou ao lado de Jodie Foster no drama O Quarto do Pânico (2002). Mas foi aos 17 anos que estourou mundialmente no filme adaptado do romance de Stephenie Meyer. Hoje ela segue trabalhando em projetos independentes, incluindo The Runaways: Garotas do Rock (2010) ao lado de Dakota Fanning, e Na Estrada (2012), do brasileiro Walter Salles.

Kurt Russell > Adolescente, dividiu cena com Elvis Presley em Loiras, Morenas e Ruivas (1963) e teve um contrato assinado por Walt Disney em pessoa. Além disso, nos anos seguintes, soube se manter relevante, o que o levou a realizar clássicos como O Enigma de Outro Mundo (1982), Os Aventureiros do Bairro Proibido (1986) e Tango e Cash – Os Vingadores (1989). Hoje, aos 66 anos, ainda tem prestígio suficiente para marcar presença no estelar elenco do Universo Cinematográfico Marvel, como o Vilão Ego em Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017).

Natalie Portman > Antes de viver a Rainha Amidala na saga Star Wars, Natalie já tinha encantado o cinema como a garota de 12 anos aprendiz de um assassino em O Profissional (1994). Nascida em Israel, ela conseguiu aos poucos trilhar seu caminho em Hollywood. Estrelou Closer: Perto Demais (2004), se formou em Harvard, e fez comédias românticas como Nova York, Eu Te Amo (2008) e Sexo Sem Compromisso (2011). Ela surpreendeu o mundo como uma bailarina perturbada em Cisne Negro (2010) – pelo qual recebeu inúmeros prêmios – e encarnou a ex-primeira dama americana Jacqueline Kennedy em Jackie (2016).

CHAMPIONS LEAGUE

OS MAIORES CRAQUES QUE JÁ DISPUTARAM UMA FINAL DA CHAMPIONS LEAGUE

Juventus, da Itália, e Real Madrid, da Espanha, decidem a final da Champions League em um jogo único no Millennium Stadium em Cardiff, no País de Gales. Conhecido por sua sólida defesa, o time da Juventus é liderado pelo goleiro Buffon. Extremamente ofensiva, a equipe do Real Madrid emplacou diversas goleadas no campeonato, com vários tentos saindo dos pés de Cristiano Ronaldo. A seguir listamos grandes craques que já disputaram o mais importante torneio interclubes da Europa.
Final da Champions League, dia 3, 15h45, EIMAXX

Van Basten > O craque holandês marcou o gol de número 100 em finais da Champions League. O feito aconteceu na decisão de 1989, na vitória do Milan (4 a 0) sobre o Steua Bucarest (Romênia). O tento histórico foi marcado aos 2 minutos do 2o tempo e fechou o placar.

Paulo Maldini > O grande zagueiro do Milan fez o gol mais rápido em finais da Champions. Na decisão de 2005, com 53 segundos, ele anotou o primeiro do Milan contra o Liverpool, mas mesmo assim os italianos perderam a decisão nos pênaltis depois de empate em 3 a 3.

Di Stéfano (foto) e Puskas > lendários craques do Real Madrid nos anos 1950 e 1960, com sete gols, são os jogadores que mais marcaram em finais da Champions League. Di Stéfano tem o incrível recorde de fazer gols nas cinco primeiras finais, entre 1956 e 1960.

Zoff > Campeão do Mundo em 1982 defendendo a Itália com mais de 40 anos,  o goleiro Zoff também é o jogador mais velho que atuou no jogo final de Champions League. Em 1983, ele tinha 41 anos e 86 dias e defendeu a Juventus na derrota para o Hamburgo (ALE) por 1 a 0.

Gento > Mais um jogador que marcou época no grande time do Real Madrid dos anos 1950 e 60. O atacante entra para a história por ser o jogador que mais ganhou títulos da Champions. Foram nada menos que seis conquistas: 1956, 57, 58, 59, 1960 e 66.

Seedorf > O habilidoso meia holandês, que encerrou a carreira atuando com destaque pelo Botafogo, é o único jogador que levantou a taça da Champions League atuando por três equipes diferentes: Ajax (1995), Real Madrid (1998) e Milan (2003 e 2007).

Sérgio Ramos > O zagueiro do Real Madrid, além de ser referência da defesa do time, também mostra que sabe marcar gols. Ele anotou tentos salvadores nas duas últimas conquistas do clube em Champions League: 2014 e 2016 – ambos contra o rival Atlético de Madrid.

 GRANDES AGENTES SECRETOS DA FICÇÃO

PROGRAMAS QUE UNEM HUMOR E NOTÍCIA


Politizado e não panfletário, o programa GREGNEWS com Gregorio Duvivier promete trazer o humorista soltando o verbo sobre assuntos espinhosos, mas longe de perder o fio da piada. Inspirado no formato do late night show apresentado por John Oliver, o cofundador do Porta dos Fundos se une a um seleto grupo de âncoras que informa sem ser enfadonho e usa o humor se se isentar de colocar o dedo na ferida. Confira alguns programas cujos apresentadores trazem um jeito bem humorado de dar as notícias a seu público:
GREGNEWS com Gregorio Duvivier, dia 5, sexta, 22h, HBO

Real Time with Bill Maher > Você nunca sabe o que o americano Bill Maher vai fazer ou dizer. Ele começa o programa com um monólogo tecendo uma crítica política e/ou social. Maher então entrevista alguma figura importante no estúdio antes de chamar de dois a três convidados para um debate. No meio desse painel, o apresentador faz uma esquete que normalmente satiriza notícias atuais. Extremamente politizado, Maher já foi processado pelo atual presidente dos EUA, Donald Trump, em 2013, quando chamou o empresário de orangotango (Trump apareceu no Tribunal de Los Angeles com uma certidão de nascimento provando que ele não era um animal). Entre seus convidados estão professores, pesquisadores e alguns nomes conhecidos como Jimmy Carter, Jerry Seinfeld, Pussy Riot (Maria Alyokhina e Nadezhda Tolokonnikova), Quentin Tarantino e Billy Crystal.

The Late Show with Stephen Colbert > Substituto de David Letterman desde 2015 no The Late Show, Colbert segue a linha dos talk shows em que o apresentador inicia seu programa com um monólogo breve antes da sequência de abertura com imagens de Nova York. Colbert é um pouco mais incisivo do que Jimmy Fallon e outros apresentadores humoristas, mas não quer dizer que ele deixe o ar cômico e o talento para a improvisação de lado. Mas é também mais contido em relação a opiniões polêmicas, ficando mais focado nas suas entrevistas, que trazem convidados do mundo do entretenimento como Jason Sudeikis, Jessica Lange, Samuel L. Jackson, Matthew Broderick e Helen Mirren.

Late Night with Seth Meyers > A série é a quarta versão de Late Night, originada por David Letterman. Meyers estreou como apresentador quando Jimmy Fallon foi para o Tonight Show. Os primeiros convidados de Meyers foram a colega do Saturday Night Live, Amy Poehler e o vice-presidente Joe Biden. No início, o humorista teve dificuldade em expor sua opinião e ser levado a sério, já que os monólogos eram feitos em um tom de piada e não de crítica. Mas o ciclo eleitoral americano de 2016 permitiu que o programa aumentasse seu foco na política, satirizando as notícias diárias do ponto de vista mais liberal de Meyers, tanto no monólogo como nos segmentos do programa. Isso também é, em parte, para ajudar a distinguir o programa do seu maior concorrente, The Tonight Show estrelado por Jimmy Fallon, que tenta apresentar uma perspectiva imparcial.

Weekend Update – Saturday Night Live > O esquete do humorístico Saturday Night Live traz comentários e paródias de assuntos da atualidade. É o quadro mais famoso do programa e teve sua primeira exibição em 1975 com Chevy Chase. Desde então, Jimmy Fallon, Tina Fey, Seth Meyers e Amy Poehler sentaram na bancada do “jornal” para satirizar ações de políticos, como Fey no papel da ex-governadora do Alasca Sarah Palin e a participação de Alec Baldwin como o atual presidente americano Donald Trump.