Revista Monet

Com a Monet você tem um superguia diário da programação, acessa conteúdos exclusivos e muito mais.

  • Mulher-Maravilha, em agosto  

    NOW

    Mulher-Maravilha, em agosto no NOW

  • SIX: Esquadrão Antiterrorista 

    SIX: Esquadrão Antiterrorista, dia 5, 23h35, History

    SIX: Esquadrão Antiterrorista

  • A Vila 

    A Vila dia 7, 22h30, Multishow

    A Vila

  • Detetives do Prédio Azul 

    Detetives do Prédio Azul, dia 21, 18h30, Gloob

    Detetives do Prédio Azul


O Que Vem Por Ai

SHARKNADO 5

SHARKNADO 5:

GLOBAL SWARMING
Dia 6, 22h, Syfy


Em estreia simultânea com os Estados Unidos, chega o quinto filme da série que traz tornados de tubarões aterrorizando a população mundial. ‘Sharknado 5: Global Swarming’ foi gravado em mais de cinco países, incluindo o Reino Unido e a Austrália e conta com o retorno do elenco principal da franquia como Tara Reid e Ian Ziering.

Perrengue

PERRENGUE
Dia 21, 22h, MTV


Três jovens passam os apertos da entrada na vida adulta em uma trama repleta de temas modernos como poliamor, drogas e aborto. Primeira série de ficção da nova MTV, ‘Perrengue’ mostrará a realidade sem filtros e sem julgamentos, com a jovialidade e frescor próprios do canal jovem.

PLANETA TERRA

PLANETA TERRA II

Dia 6, 21h30, Discovery


Depois da sua estreia há dez anos, a minissérie documental Planeta Terra retorna com narração de Ricardo Boechat e a missão de revelar as preciosidades da natureza,  unindo sensibilidade e alta tecnologia, para capturar os detalhes da vida animal e seus momentos mais íntimos.

 CANTA LUAN

CANTA LUAN
Dia 2, 20h30, Multishow


Aos 26 anos, Luan Santana estreia seu programa ao vivo em que divide a voz com convidados especiais, para celebrar os dez anos de sua carreira e os diversos ritmos da música brasileira. 'Canta, Luan', que estreia neste mês, terá cinco episódios em que o cantor visitará diferentes ritmos ao lado de convidados especiais.

Mundo Do Cinema e TV

RELACIONAMENTOS FICCIONAIS DA TV

UM CINQUENTÃO QUE SOLTA A VOZ

Jovem aos 50 - A História de Meio Século da Jovem Guarda, dia 28, 22h, Canal Brasil

O documentário ‘Jovem aos 50 – A História de Meio Século da Jovem Guarda’ destrincha o programa musical exibido na TV Record entre 1965 e 1968, que tornou-se um verdadeiro movimento cultural. De autoria do cineasta paulistano Sérgio Baldassarini, o filme traz depoimentos de diversas personalidades da época e apresenta um rico acervo de imagens e vídeos que servem como fio condutor para uma narrativa nostálgica e repleta de ótimas histórias.

Duração – Ao todo, Baldassarini entrevistou cerca de 50 personagens, entre intérpretes, cantores, instrumentistas, apresentadores e empresários atuantes na época, resultando em cerca de 45 horas de material bruto para ser filtrado. O primeiro corte teve 2h40 minutos de duração. Já a edição final ficou com 2 horas.

Série – Curiosamente, o diretor aproveitou as dezenas de horas não aproveitadas, e produziu uma série de 13 episódios, aprofundando-se ainda mais na história da Jovem Guarda, com causos não apresentados no documentário.

Voz de Deus – O filme é narrado pelo ator Milton Gonçalves, que não cobrou nada para participar do projeto. Baldassarini até brinca, dizendo que “se Deus tivesse voz, seria a dele [Milton Gonçalves]”.

Estreia – Coincidência ou não, o documentário foi exibido pela primeira em 22 de março de 2017, durante evento realizado no Museu da Imagem do Som em São Paulo. A data coincide com o aniversário de 50 anos do próprio diretor.

Faltou ele – Dentro os principais nomes da Jovem Guarda, apenas Roberto Carlos não prestou o seu depoimento para o projeto. Até existiram tentativas de marcar uma conversa, mas sem resultados.

Significa? – Embora o apresentador Ronnie Von esteja presente no filme, isso não significa que ele tenha feito parte do programa. Pelo contrário: Ronnie era concorrente direto da atração e sempre precisou desmentir sua relação com a Jovem Guarda.

SÉRIES QUE USAM O TEMPO COMO PERSONAGEM

SÉRIES QUE USAM O TEMPO COMO PERSONAGEM
This is Us, dia 22, 21h45, FOXlife

Grande destaque na nova safra de séries, ‘This is Us’ traz roteiro e atuações elogiadíssimos que mostram a história de uma família e as coincidências do destino em sua trajetória através dos anos. Dramática e sensível sem ser piegas, a produção estrelada por Milo Ventimiglia e Mandy Moore conta com uma narrativa pouco usual para o gênero, com diferentes linhas temporais apresentadas ao mesmo tempo. Confira outras séries em que o tempo atua como um personagem:

How I Met Your Mother – A graça está nas histórias que um pai conta aos filhos como conheceu a mãe deles, e cabe ao público descobrir quem se tornou a matriarca da família e qual o destino dela. O sucesso foi tão grande que um spin-off, agora com um pai misterioso, foi encomendado.

Lost – Não bastasse um grupo de desconhecidos presos em uma misteriosa e surreal ilha, flashbacks e flashforwards mostravam o que os levara até lá e o que os aguardava em um provável futuro, deixando a trama cada vez mais emocionante e enigmática.

Once Upon a Time – Uma maldição leva os fantásticos personagens dos contos de fada a viverem (desmemoriados) as agruras do mundo “real” em uma cidadezinha de nossos tempos ao mesmo tempo que se aventuram nas épocas “tão tão distantes” da literatura.

Westworld – A criação de um parque temático para adultos repleto de ciborgues e a posterior revolta dos robôs é contada em diversos eixos que deixam a pulga atrás da orelha sobre quando e como as máquinas inteligentes tornaram-se autônomas (e fatais).

The_Who

BANDAS QUE SEGUIRAM EM FRENTE APÓS A MORTE DE INTEGRANTES

The Who: The Kids Are All Right, dia 6, 21h30, BIS

Documentário com toda a fúria do The Who entre os anos 1960 e 1970 é resgatado na véspera dos primeiros shows dos dois sobreviventes da banda no Brasil. Assim como os ingleses, grandes bandas conseguiram continuar suas trajetórias de sucesso apesar das mortes de importantes integrantes, como você pode ver abaixo:

The Doors – Já pensou na banda de “Light My Fire” sem o furacão Jim Morrison? Pois bem, os Doors tentaram seguir em frente algumas vezes – primeiro colocando “música” nos poemas declamados deixados pelo vocalista e nos anos 2000 apenas com Ray Manzarek e Robby Krieger.

AC/DC – Os irmãos Angus e Malcolm Young enfretaram um baque terrível com a morte do frontman Bon Scott em 1980. Sorte que o substituto Brian Johnson caiu como uma luva a partir de Back in Black. Na última turnê, porém, com problemas de audição, foi substituído por Axl Rose.

Queen – Mais de uma década da morte precoce de Freddie Mercury, a banda campeã de vendas do Reino Unido anunciou o comeback, trazendo Paul Rodgers nos vocais. Numa encarnação mais recente, a aposta foi em Adam Lambert, cria do reality show American Idol.

Lynyrd Skynyrd – Em outubro de 1977, os americanos de Jacksonville sofreram um desastre aéreo que vitimou o líder e vocalista Ronnie Van Zant, além do guitarrista Steve Gaines e sua irmã Cassie Gaines, vocalista de apoio. Quatro décadas depois, o Skynyrd permanece na estrada – e nos ares.

New Order – Depois do suicídio do vocalista Ian Curtis, os membros do Joy Division juntaram os cacos e mudaram o nome para recomeçar e tiveram até maior sucesso comercial. Entre idas e vindas, ainda continuam em atividade sem o baixista Peter Hook, que partiu em 2007.

Metallica – Ainda nos tempos românticos – e mais pesados –, o conjunto americano perdeu o baixista Cliff Burton. Pior ainda que foi em um acidente do ônibus da turnê da banda pela Europa em 1986.  Jason Newsted o substituiu até 2001. O posto agora é ocupado por Robert Trujillo.

Plano_Real

FILMES PARA QUEM GOSTA DE ECONOMIA
Real – O Plano Por Trás da História, em agosto no NOW

Ao misturar ficção e realidade em um thriller político, Real – O Plano por Trás da História narra os bastidores do maior programa de estabilização econômica do país. Embora no Brasil ainda seja difícil ver assuntos econômicos adaptados  ao cinema, Hollywood já é famosa por apresentar, vez ou outra, a temática, em especial com o mercado financeiro. Veja abaixo quatro bons longas que seguem o caminho dos números, logaritmos e muito dinheiro:

A Grande Aposta (2015) – Quando diferentes investidores de Wall Street preveem uma eminente crise econômica, todos decidem apostar contra o sistema financeiro. O enredo foi baseado no livro homônimo de Michael Lewis, sobre a bolha especulativa de 2008.

Margin Call – O Dia Antes do Fim (2011) – Mostra as difíceis decisões tomadas por funcionários de uma corretora, após a descoberta da provável falência da empresa. Faz um recorte cruel das trágicas consequências das decisões dos financistas.

O Lobo de Wall Street (2013) – Trazendo para as telas a história do ex-corretor da bolsa Jordan Belfort, Leonardo DiCaprio apresenta um personagem sem ética ou código moral, que mantém uma vida regada a drogas, mulheres e mais.

Wall Street (1987) – A obra narra a ascensão do jovem Buddy Fox (Charlie Sheen) no mundo dos negócios, guiado pelo inescrupuloso especulador Gordon Gekko (Michael Douglas). A frase “o dinheiro nunca dorme” traduz perfeitamente o espírito dos anos 1980.